Especialista dá dicas para facilitar o retorno das crianças às aulas

Nesta próxima terça-feira, 1º, mais de 44 mil alunos matriculados na rede pública de ensino de Palmas voltam às aulas para iniciar o segundo semestre do ano letivo e para facilitar o retorno à escola, profissionais da Educação selecionaram algumas dicas para lidar com os desafios da volta.

A psicóloga e pedagoga Nayjla Lane alerta sobre a importância dos pais, mães e pessoas responsáveis criarem formas para amenizar os impactos na mudança de rotina, para que o retorno à escola seja o mais prazeroso possível. “Sabemos que a mudança repentina na rotina, principalmente em tempos de férias e diversão, pode ser um desafio. Afinal, foram dias de acordar mais tarde, brincar e não se preocupar com os afazeres da escola. Com isso, o primeiro passo é conversar de forma tranquila e falar das situações agradáveis que o ambiente escolar tem”, sugere.

A educadora lembra que a transição para os horários escolares deve ser feita gradualmente. “A sugestão é tentar ir para a cama mais cedo e também despertar mais cedo alguns dias antes da volta oficial à escola. Assim, o retorno será mais tranquilo e menos estressante. É imprescindível conscientizarem as crianças a respeito dos ciclos de tempo e suas responsabilidades, ou seja, explique direitinho para a criança que há tempo para descansar e tempo de retomar os estudos e que ambos contribuirão para o seu desenvolvimento”, avalia.

Uma dica também é convidar os pequenos para organizar o material escolar. “Conferir se mochila está no jeito, checando se todo o material como cadernos, lápis e livros estão em ordem. Outro detalhe é pedir para a criança verificar se os uniformes e utensílios como garrafinha de água e o estojo estão ok”, cita, acrescentando que criar uma rotina de horários com os pequenos, antes mesmo de tudo recomeçar, é fundamental.

A orientação final é que se o responsável pelo aluno puder acompanhar no retorno às aulas auxiliará no processo de readaptação da criança.

“As crianças passaram muitos dias com a família, então a presença de alguém da família traz segurança, além de estreitar ainda mais o relacionamento entre família e escola, que sabemos ser imprescindível para o bem-estar dos educandos”, aconselha.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais