Mais um centro de distribuição de entorpecentes é fechado pela Polícia Civil na Capital

Aproximadamente 30kg de entorpecentes foram apreendidos e um casal investigado pelo crime de tráfico de drogas foi preso na manhã desta quinta-feira, 19, no setor Lago Sul, em Palmas, pela Polícia Civil, durante mais uma ação da Operação Paz. Um terceiro indivíduo conseguiu fugir pelos fundos da residência.

A ação policial realizada em conjunto pela 1ª e 2ª Divisões Especializadas de Repressão a Narcóticos (DENARC Palmas e Araguaína), contou com o apoio de policiais civis da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) e da 1ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC – Palmas), sob a coordenação do delegado titular da 2ª DENARC, José Anchieta de Menezes Filho.

“Essa ação é fruto de investigação da 1ª DENARC sobre um intenso tráfico de drogas na cidade, que resultou na representação por um pedido de busca e apreensão na residência desse casal. Ocorre que as investigações são contínuas e ontem tivemos a ciência de que esse casal utilizava outro endereço, aproximadamente duas casas após a residência alvo da busca, onde a droga era armazenada”, explicou o delegado José Anchieta.

Trata-se de uma prática frequente das organizações criminosas. “É uma prática que tem sido muito comum dos criminosos de não deixar a droga no endereço onde moram, no entanto, no endereço onde a droga estava, havia documentos pessoais deles, ítens pessoais, até mesmo dos filhos”, complementou.

As investigações apontaram que o local funcionava como um ponto de distribuição de entorpecentes, responsável por abastecer outros pontos da cidade. Foram apreendidos aproximadamente 20kg de crack, 10kg de cocaína, 1,5kg de skank, mais de 10kg de ácido bórico (insumo utilizado para refino de droga), balança de precisão e celulares. No local também foram encontradas prensas, cadernos de anotações, o que configura o crime de tráfico de drogas.

As investigações terão continuidade pois há suspeitas de envolvimento de outras pessoas. O homem e a mulher foram conduzidos para a sede da 1ª Denarc, onde serão interrogados e depois conduzidos às unidades prisionais, permanecendo à disposição do Poder Judiciário.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais