Advogada de Paraíso morre com sinais de violência e maus-tratos

A advogada de Paraíso, Lourdes Otaviani, de 71 anos, veio a óbito no sábado, 24, no Hospital Geral de Palmas (HGP). As causas da morte estão sendo investigadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-TO), que abriu um inquérito após identificar sinais de violência e maus tratos.

Conforme a SSP, o caso é investigado pela 6ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis de Paraíso.

Em janeiro deste ano, a Polícia Militar atendeu uma ocorrência em Paraíso, onde encontrou a idosa com sinais de de violência grave e diversos hematomas pelo corpo.

Depoimentos de pessoas próximas a advogada indicam que o filho, de não nome revelado, pode ser o suspeito das agressões.

Em nota a OAB-TO, informou, através de sua assessoria, que está acompanhando o caso desde o início e instou ao MP a prisão preventiva do suspeito.

Veja a Nota da Secretaria de Segurança Pública

A Secretaria da Segurança Pública do Tocantins informa que, neste sábado, 24, foi registrado na 1ª Central de Atendimento da Polícia Civil, o Boletim de Ocorrência em razão da morte de Lourdes Otaviani, 71 anos, que estava internada no Hospital Geral de Palmas desde o dia 17 de janeiro de 2024, quando foi transferida do Hospital Regional de Paraíso do Tocantins, com múltiplas lesões.

A SSP-TO informa ainda que um inquérito policial foi instaurado pela 6ª Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher e Vulneráveis (DEAMV – Paraíso do Tocantins) para apurar a violência sofrida pela vítima. O exame de corpo de delito foi feito ainda no hospital, bem como testemunhas e o suposto autor foram ouvidos. O inquérito foi concluído no dia 1º de fevereiro e encaminhado ao Ministério Público e ao Poder Judiciário.

Por fim, a SSP-TO reforça que pela natureza criminal, o caso corre sob sigilo, e informa que, a autoridade policial, responsável pelo caso, comunicará nos autos sobre o falecimento da vítima, bem como juntará o exame cadavérico.

Veja na íntegra a Nota da OAB Tocantins:

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins manifesta profundo pesar pela trágica morte da advogada Lourdes Otaviani, da cidade de Paraíso do Tocantins. 


A OAB/TO informa que acompanhou a advogada em sua internação no Hospital Geral de Palmas, quando apresentou lesões graves pelo corpo. A Subseção de Paraiso do Tocantins tem acompanhado as investigações da Polícia Civil e as respectivas ações tomadas pelo Ministério Público do Estado. 


A OAB Tocantins vem dando total apoio a familiares da advogada e esclarece que continuará acompanhando o caso até que as causas da morte de Lourdes Otaviani sejam devidamente esclarecidas.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais