Audiência de acusado de matar ex-namorada nos EUA é marcada para 11 de outubro

O juiz Jossaner Nery Nogueira Luna, titular da Vara Especializada no Combate à Violência contra a Mulher e Crimes Dolosos contra a Vida de Gurupi, marcou para o próximo dia 11 de outubro a audiência de instrução de Danilo Sousa Cavalcante, de 34 anos, condenado a prisão perpétua nos Estados Unidos por matar a ex-namorada, no caso em que é acusado pelo assassinato de Válter Júnior Moreira dos Reis, ocorrido no dia 5 de novembro de 2017, em Figueirópolis, região Sul do Tocantins.


A audiência não havia sido realizada anteriormente, porque o Poder Judiciário do Tocantins estava em tratativas com a embaixada norte-americana para oitiva do acusado por videoconferência na penitenciária onde estava preso, nos Estados Unidos. Com a fuga, o acusado foi declarado revel (que não acata ordem estabelecida) e, conforme previsto no Código de Processo Penal, a sessão vai poder ser realizada sem presença dele. 

Participam da audiência, que será aberta ao público, além do juiz, um promotor de justiça e o defensor público que o representará. Ao todo, serão ouvidas sete testemunhas, todas de acusação, uma vez que a defesa não arrolou testemunha.

Trâmites 

Tão logo a denúncia chegou à Justiça, todas as medidas necessárias foram tomadas com celeridade. Conforme consta nos autos processuais, a decisão que determinou a prisão preventiva do acusado foi proferida no dia 13 de novembro de 2017, na mesma data enviada à Polícia Civil para seu cumprimento, entretanto o acusado já tinha fugido do Tocantins.

Com o acusado foragido e sem paradeiro definido, o processo entrou em estado de suspensão, uma vez que o seu andamento, de acordo com o Código de Processo Penal, necessita obrigatoriamente da citação do acusado. Assim que o Judiciário soube que o acusado estava preso, cumprindo pena nos Estados Unidos, iniciou as tratativas com a embaixada norte-americana para poder dar andamento ao processo.   

Entenda o caso

Danilo de Sousa Cavalcante é acusado de ter matado Válter Júnior Moreira dos Reis por volta de 0h10min, em um pit-dog localizado na Praça São João Batista, Centro, de Figueirópolis. De acordo com a denúncia, o acusado teria cometido o crime de forma consciente e voluntária, agindo com vontade e determinação de matar, por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, utilizando-se de uma arma de fogo.


Após a ocorrência, Danilo teria fugido para Porto Rico e em seguida para os Estados Unidos. Em abril de 2021, teria matado a facadas a ex-namorada, Débora Evangelista Brandão, 34 anos, na frente dos filhos, na cidade de Phoenixville. Ele foi condenado à prisão perpétua pelo crime e, no último dia 31 de agosto, fugiu da Prisão de Chesco, onde cumpria pena.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais